30 abril 2022

A LUTA CONTINUA: Professores de Baianópolis continuam firmes em busca dos seus direitos: é 33,24% do Piso Salarial

 

Os professores não abrem mão de seus direitos salariais, porque é lei, e a categoria reforçou isso em assembleia. Vão continuar lutando!

    A categoria de professores voltou a se reunir, em assembleia, na manhã desta sexta-feira (29), na sede da APLB-Sindicato, a fim de discutir e deliberar sobre o NÃO PAGAMENTO do Piso Nacional dos Professores que a Prefeitura de Baianópolis-BA enrola até o momento.

   Desta vez, os professores reclamam do silêncio da gestão municipal, que nem mais procurou a categoria para dialogar, o que subentende que não irá pagar o DIREITO ADQUIRIDO da classe, e já era para ter sido pago desde janeiro passado. Os profissionais tem sido perseguidos nessa questão, tendo seus direitos violados com a demora do cumprimento da lei. Sendo assim, a decisão da assembleia é que continuará a luta pelo reajuste total concedido pela lei que são 33,24%.

   A Secretaria Municipal de Educação será informada dentro do prazo legal das decisões que a categoria tomou.

   CUMPRIR O PISO DO PROFESSOR É OBRIGAÇÃO DO PODER PÚBLICO, PORQUE É LEI. Negligenciar isso, é PISAR no direito sagrado do professor. Professor é trabalhador! O professor é quem forma todas as outras profissões.

   Valorização do profissional oportuniza uma educação de qualidade para os nossos alunos!

NÃO PISE NO MEU PISO!! 
Texto: Professores Indignados / Imagem CTB Nacional

Nenhum comentário:

Postar um comentário