09 agosto 2022

Sem apoio da prefeitura de Baianópolis investidores decidem permanecer com novo apoio de Weube Febrônio, ex-prefeito Netão e dos Vereadores Homens de Palavra

Julian, Netinho do Sinvaldo, Weube Febrônio, Luis Henrique, Netão, Dra. Renny Novais, 
Humberto Silvério, Diva Palmeira, Sinvaldo, Gil do Almiro e iMA do João Balbino

   No final da tarde de ontem (08/08) o investidor Luiz Henrique Wiechoreki, consultor ECB Group, reuniu-se com os vereadores conhecidos como Homens de Palavra, Diva Palmeira, Gil do Almiro, , Humberto Silvério, iMA do João Balbino, o Presidente da Câmara Netinho do Sinvaldo, os líderes políticos Weube Febrônio, Ex-Prefeito Netão, Sinvaldo, Julian e Dra. Renny Novais para esclarecer ao grupo a total falta de apoio do grupo pela gestão municipal. Ao escolher o município de Baianópolis como polo de desenvolvimento e investimento em energias renováveis, as promessas de parceria foram as melhores possíveis, mas, estranhamente, o prometido apoio ficou apenas no discurso vazio.

   A WBM irá instalar nos municípios de Baianópolis e Santana uma usina de energia solar com mega investimento para gerar 20 mega whatss. Mas, como não houve sinalização de interesse da Prefeitura de Baianópolis em manter o investimento em Baianópolis estava praticamente decidido que os investimentos seriam apenas o básico, sem expectativa de aumentar, e, foi considerado que sem apoio dificultaria a permanência do grupo de investidores no município de Baianópolis. Sem apoio e também acrescito da legislação municipal que assusta qualquer investidor com uma das cargas tributárias mais alta da região.

   Diante dessa falta de interesse, e a preocupação para não deixar que um mega investimento desse fosse retirado do município, o ex-prefeito Netão intermediou para que uma nova parceria fosse estabelecida com o apoio dos vereadores e também do líder político Weube Febrônio. Os vereadores e os líderes políticos baianopolenses se prontificaram a manter essa parceria em benefício do povo baianopolense.

    Cita-se que a Prefeitura de Santana empenhada com o mega investimento, asfaltará 23 km da cidade até a área de instalação da usina. Já em Baianópolis, o apoio zero, ficando apenas em falácias.


Publicidade:



Nenhum comentário:

Postar um comentário