03 junho 2022

5ª PARALISAÇÃO: Profissionais em Educação de Baianópolis demonstram união em mais uma ação da paralisação em prol do reajuste de 33,24% do Piso Nacional do Magistério

A categoria reuniu em carreata um expressivo número de participantes na manifestação de hoje na sede da cidade de Baianópolis.

   Na manhã desta sexta (03), um expressivo número de profissionais em educação reuniram-se em carreata pela cidade de Baianópolis, acompanhados de carro de som, apitos e músicas que evocavam o grito que não quer calar para essa categoria: PREFEITA, PAGA O NOSSO PISO! As palavras eram com o objetivo de chamar a atenção da prefeita do município que resiste em repassar o percentual de 33,24% concedido pelo governo federal à categoria. Um número expressivo de profissionais foram às ruas de carro, motos.



   Na última sessão da câmara de vereadores do município, a gestora, pessoalmente, protocolou um Projeto de Lei, que mais uma vez diminui o percentual ofertados aos profissionais, apenas 10,06%, demonstrando desrespeito à Lei Federal e insensibilidade para com a causa do professor, desvalorizando aqueles que formam os cidadãos do nosso município e do Brasil.


   Os profissionais em educação da rede municipal de Baianópolis permanecem firmes no propósito de que seus direitos sejam respeitados. A ação de hoje é cumprindo mais um dia de paralisação, o primeiro previsto para o mês de junho (já devidamente oficializados à prefeitura, à secretaria de Educação e à comunidade).

Nenhum comentário:

Postar um comentário