18 junho 2022

PRF prende casal transportando arsenal avaliado em R$ 1,6 mi na Bahia

Foto: NUCOM / PRF-BA

 Foram apreendidos 250 munições; 09 armas de fogo de origem estrangeira; 13 carregadores para munição e mais de 11 Kg de drogas. Prejuízo para o crime organizado foi superior a R$ 1,6 milhão.


A PRF (Polícia Rodoviária Federal) segue combatendo o crime organizado e mais uma grande apreensão foi registrada na madrugada de hoje, 18/6, em Vitória da Conquista, no Sudoeste a 520 Km de Salvador. 

Os policiais realizavam fiscalização de combate à criminalidade em frente a unidade operacional da PRF (Km 830 da BR 116), quando foi dada ordem de parada a um Fiat/Uno Way, com placas de Caucaia (CE). Chamou a atenção dos policiais que a película dos vidros estava muito escuras e em desacordo com o padrão estabelecido em normativa.

Durante a abordagem, os policiais perceberam um nervosismo incomum por parte dos ocupantes, como também respostas desencontradas em relação ao destino e motivo da viagem, o que levou a equipe a aprofundar a fiscalização e acabaram encontrando um verdadeiro arsenal que estava escondido num compartimento secreto do painel do carro.

Ao todo foram apreendidos os seguintes materiais:

200 unidades de munição calibre 9mm; 50 unidades de munição calibre .40; 5 pistolas CANIK calibre 9mm, de origem turca; 4 pistolas RAMON calibre 9mm de origem israelense; 13 carregadores para pistolas calibre 9mm; 8,65 Kg (oito quilos e seiscentas e cinquenta gramas) de cocaína e mais 3,1 Kg (três quilos e cem gramas) de crack.

Com mais essa apreensão o prejuízo causado ao crime organizado é de R$ 1.615.750,00.

Aos policiais, o motorista de 30 anos e que reside em Feira de Santana (BA) disse que recebeu uma proposta de 2.000 reais para ir ao Rio de Janeiro e retornar com o material apreendido.

Diante dos fatos, foi dada a voz de prisão ao casal e eles foram encaminhados com todo material apreendido à Delegacia da Polícia Judiciária, para lavratura do flagrante, pelos crimes de tráfico de drogas (art. 33 da lei de tóxicos) e comércio ilegal de arma de fogo (art. 17 do estatuto do desarmamento).

A PRF apertou o cerco ao narcotráfico e alguns fatores contribuíram para esses resultados como o investimento na capacitação do efetivo, a implementação da tecnologia, a utilização de cães farejadores, as ações integradas com outras forças policiais e o aumento das ações de inteligência.

Fonte: Nucom / PRF/BA


Publicidade:



Nenhum comentário:

Postar um comentário